loader

Palhaços Sem Fronteiras é uma organização sem fins lucrativos que através da palhaçaria e das artes circenses atua como garantidor do direito mais essencial do ser humano, o riso, utilizando-o como elemento base de transformação social e como instrumento de regeneração afetiva e resiliência, transcendendo dessa forma idiomas, culturas, classes sociais, religiões e nacionalidades.

A organização atua em áreas de extrema vulnerabilidade social, onde pessoas são atingidas pelos efeitos das guerras e da miséria. A organização e as/os palhaças/os que compõem essa rede tem vasta experiência em abordar crianças e adultos afetados por situações graves de exclusão, abuso e invisibilidade, conhecendo os caminhos para acessar indivíduos e transmitir conhecimentos e informações de forma prática e direta. Estudos indicam que o palhaço, através do lúdico e da brincadeira, é uma ótima porta de entrada para cativar crianças que precisam de melhorias nos processos de aprendizagem e mesmo aquelas que precisam de atendimento psicológico. Em outras palavras, o lúdico, abre os ouvidos das pessoas e cria um ambiente de conforto e confiança no qual mensagens importantes podem ser comunicadas. A organização já recebeu o Prêmio TOYP - Ten Outstanding Young Persons of the World - De direitos humanos e direitos das crianças.

Nossa Missão

Nossa Missão

Proporcionar o riso como transformação individual, cultivar a alegria e democratizar o acesso às artes circenses por meio de espetáculos profissionais e atividades pedagógicas com foco na palhaçaria em regiões que se encontram em contexto de alta vulnerabilidade social e crise humanitária, denunciando violações dos direitos humanos.

Nossa Visão

Nossa Visão

Um mundo em que a palhaçaria está no imaginário social como fonte de transformação individual e coletiva, garantindo a democratização das artes circenses, materializando o direito à plena infância e adolescência e valorização profissional e financeira de artistas, promovendo sua representatividade.

Nossos

Nossos
Valores

Queremos transformar as coisas de uma maneira afetiva e criativa. Por isso, adotamos valores que nos inspiram e nos orientam como organização e que se traduzem em nossas práticas cotidianas. Para nós é fundamental a coerência entre aquilo o que dizemos, pensamos, sentimos e realizamos.

Abordagem educativaAbordagem educativa

Buscamos, por meio da arte, auxiliar na difusão de conhecimentos e informações para sedimentar saberes relevantes à sociedade. Atuação artística e profissional Trabalhamos exclusivamente com pessoas qualificadas para a atuação artística. Por meio de parcerias, realizamos formações recorrentes, com vistas a ampliar o conhecimento da nossa equipe de profissionais em temas em áreas de afinidade à nossa atuação como: comunicação não-violenta, direitos humanos, ferramentas pedagógicas, resolução de conflitos etc.

Abordagem educativa

DenúnciaDenúncia

Condenamos a violação dos direitos humanos, por isso denunciamos situações de injustiça e privação de direitos das pessoas em situação de vulnerabilidade social, das quais tomamos conhecimento. Fomentamos a solidariedade a partir da visibilização de realidades de opressão e violência para fortalecimento de redes de ajuda e apoio.

Denúncia

Diálogo e não-violênciaDiálogo e não-violência

Incentivamos a cultura da escuta, do respeito e do apoio mútuo nos diferentes grupos de trabalho, com o objetivo de garantir a pluralidade de pensamento, a horizontalidade, e o compromisso com a missão institucional. Fomentamos a partilha de tempo e espaço comunitário saudáveis.

Diálogo e não-violência

Diversidade e InclusãoDiversidade e Inclusão

Com o objetivo de ampliar a representatividade social, promover a equidade e valorizar a pluralidade, nossa equipe de profissionais envolve perfis diversos e de realidades diferentes por todo o território brasileiro. Combatemos quaisquer formas de manifestação da discriminação, do preconceito e do racismo e atuamos com vistas à equidade. Em nossa organização buscamos promover a inclusão da diversidade de classe social, cor, crença, etnia, idade, gênero, raça, região, religião, orientação sexual e de pessoas com deficiência. Em contextos de crise, devido ao risco de serem estigmatizadas, excluídas ou se tornarem vítimas de abuso, discriminação, marginalização ou violência, alguns grupos de pessoas podem estar em situação mais vulnerável, e portanto requerem atenção prioritária. São eles: crianças, adolescentes, indígenas, mulheres, pessoas com deficiência, pessoas doentes, pessoas idosas, pessoas negras e pessoas em situação de refúgio.

Diversidade e Inclusão

HumanizaçãoHumanização

Valorizamos a qualidade e delicadeza do cuidado prestado em nosso trabalho de ajuda humanitária. Para isso, reconhecemos e legitimamos os direitos das pessoas assistidas, suas alteridades, necessidades emocionais, referências culturais e valores morais. Nosso acolhimento se opõe à violência (física, psicológica e simbólica) e amplia os processos de comunicação e diálogo com as pessoas atendidas, buscando a horizontalidade das relações.

Humanização

Trabalho em redeTrabalho em rede

Formamos alianças com organizações de base, movimentos comunitários, instituições públicas e privadas, a fim de viabilizar a implementação em segurança de projetos em territórios de alta vulnerabilidade social e descentralizar nossa atuação para diferentes localidades. Para criar ambientes acolhedores e colaborativos, conectamos e integramos agentes sociais de diversos setores: artístico, assistência, educação e saúde.

Trabalho em rede